Fotos de Eventos RealizadosRefletindo Acessar WebMail



Prazer nas Fraquezas Indique para um amigo

"Por isso sinto prazer nas fraquezas...".
II Coríntios 12.10.


É-nos ensinado desde pequenos que temos que ser fortes e valorosos. Na escola, nossos pais aspiram que nos destaquemos, que sejamos os primeiros. Quando participamos de algum desporto, temos que ser os melhores, o que recebe a medalha de ouro.

Depois quando levados para a igreja também somos estimulados a sermos grandes, homens e mulheres destacadas. Somos criados desde pequenos para sermos soberbos diante dos homens e de Deus.

O Senhor caminha ao inverso do mundo. Ele nos ensina que somos pó, fracos, e carentes da Sua Glória: "Pois ele conhece a nossa estrutura; lembra-se de que somos pó. Quanto ao homem, os seus dias são como a erva, como a flor do campo assim floresce. Passando por ela o vento, logo se vai, e o seu lugar não será mais conhecido" Salmos 103.14-16.

Vivemos com o conceito que devemos ser fortes, mas Deus nos humilha para mostrar a nossa real situação de fraqueza. Somos menos que nada: "Eis que sois menos do que nada..." Isaías 41.24. Somos como a fumaça que logo se desvanece. Tudo aquilo que nos leva a uma gloria humana não é de Deus, mas maligna: "... toda a glória tal como esta é maligna" (Tiago 4.14-16).

Temos dito ao Senhor que nada podemos e que tudo esperamos dEle? Sentimos prazer nas nossas fraquezas? Alegramos-nos em ser fracos, em não podermos nada, nem mesmo pensar alguma coisa? Se esta não tem sido a nossa atitude diante de Deus, é porque ainda temos muita soberba, e Deus irá nos resistir: "Assim diz o Senhor Deus: Tira o diadema, e remove a coroa; esta não será a mesma; exalta ao humilde, e humilha ao soberbo" Ezequiel 21.26.

Jesus, diz neste texto de II Coríntios 12, no verso 9, que a "Sua Graça nos basta". Deus não quer que sejamos fortes, nem capazes, nem sábios, porque estaríamos nos ensoberbecendo. Deus quer que esperemos inteiramente na graça que se nos oferece na revelação de Jesus Cristo (I Pedro 1.13). Se Deus quisesse pessoas fortes e sábias, Ele não teria escolhido as fracas (I Coríntios 1.26-29).

Ao invés de apresentarmos a Deus nossas habilidades, nossas capacidades, nossos diplomas, devemos sentir prazer nas nossas fraquezas. Confessar a Ele as nossas fraquezas, e incapacidades em qualquer área. Quando começarmos a fazer isso, começaremos a gozar da Sua Força, da Sua Capacidade, do Seu Poder, isto é, da Sua Graça, daquele que tem todo o poder nos céus e na terra: Jesus. Porque quando somos fracos, aí é que somos fortes.

Não tenha receio de sentir prazer nas suas fraquezas; não tente escondê-las porque Deus já as conhece. Quando queremos mostrar o que não somos é que Deus se entristece. Para Ele é exaltação. Sinta prazer nas suas fraquezas e Deus terá prazer em te sustentar com a Sua Graça, com o Seu Poder, e com a Sua Justiça em Cristo: "Não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou teu Deus; eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com a destra da minha justiça" Isaías 41.10.

"No demais, irmãos meus, fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder" Efésios 6.10.


Contribuição recebida por e-mail

 

 

Voltar

Rua Artur Machado 935, Boa Vista - Uberaba-MG