Fotos de Eventos RealizadosRefletindo Acessar WebMail



A Parábola do Sal Indique para um amigo

"O sal é certamente bom; caso, porém, se torne insípido, como restaurar-lhe o sabor? Nem presta para a terra, nem mesmo para o monturo; lançam-no fora. Quem tem ouvidos para ouvir, ouça."

Lucas 14:34-35

Se perdermos nosso sabor, isto é, se não formos separados, a conseqüência será o que está neste versículo; seremos lançados fora.

A “terra” representa o reino. Não é adequado colocar no reino um cristão que perdeu o sabor.

O “monturo” (monte de esterco) é um lugar sujo e impuro; ele representa o Geena, que é o lago de fogo. Tampouco é adequado colocar um cristão que perdeu o sabor no lago de fogo, porque ele já está salvo.

“Lançam-no fora”. Uma vez que não é adequado para o reino nem para o lago de fogo, ele é lançado fora, isto é, lançado para fora da glória do reino.

“Quem tem ouvidos para ouvir, ouça”. Isso é uma advertência. Tudo que nos separa de Cristo também faz com que percamos o sabor. Preservar o sabor é ter força; perder o sabor é perder a força. Isso é algo muito sério!

Não devemos amar o mundo; devemos amar totalmente o Senhor. De outra maneira, o reino não terá nada que ver conosco. Não se trata do quanto fizemos. Em vez disso, será que tudo que é nosso está no altar? Hoje é o tempo de nos consagrarmos ao Senhor; consagrar-nos naquele dia será muito tarde.

Fonte: Extraído do Livro "A Salvação da Alma" – W.Nee

 

 

Voltar

Rua Artur Machado 935, Boa Vista - Uberaba-MG